A segurança é um fator de suma importância para a paz e a tranquilidade não só dos moradores, mas também do síndico, que é o grande responsável por tomar as medidas de segurança do condomínio.

O porteiro tem um grande papel na proteção dos moradores, então, orientações têm que ser dadas a ele para garantir o sossego e o bem-estar dos condôminos.

No entanto, um condomínio que preze pela segurança de todos os habitantes precisa ter um serviço especializado e de alto nível. Pensando nisso, separamos algumas dicas que o ajudarão a aumentar a vigilância. Acompanhe!

1. Identifique e cadastre todos os visitantes

Primeiramente, todos que entram no condomínio, que não são moradores, devem apresentar um documento de identificação com foto e especificar em qual apartamento irão. No caso de visitantes, o porteiro deve entrar em contato com o morador que receberá a visita para confirmar a sua autorização de acesso.

Já no caso de prestadores de serviço, é necessário verificar a credencial da empresa e confirmar a solicitação do serviço com o morador contratante, checando, por exemplo, se ele, de fato, está aguardando a empresa. Após identificar todos os visitantes, cadastre-os com documentos, nome e foto. Além disso, anote o nome do morador visitado e a hora de entrada e saída da pessoa autorizada.

2. Invista em segurança eletrônica

Com o aumento da criminalidade, é muito importante investir em segurança eletrônica. O uso de câmeras em toda a extensão do condomínio, principalmente em pontos estratégicos, pode ajudar na descoberta de roubos, furtos e até de outros tipos de crimes, e na identificação de seus autores. E essas imagens podem ser acessadas sempre que for necessário. Os painéis com senhas são úteis para a proteção de determinados ambientes.

3. Tenha funcionários treinados

É de suma importância que os seus funcionários sejam bem treinados e instruídos para tomar todas as medidas de segurança do condomínio que forem orientadas pelo síndico. É essencial ter funcionários treinados para a função de vigilantes 24 horas por dia em uma guarita, que serve de escudo do condomínio, garantindo a integridade física dos moradores.

4. Fique atento à contração de novos colaboradores

Proceda, de forma cuidadosa e meticulosa, quando for contratar novos funcionários. Essa também é uma ótima medida de segurança para seu condomínio! Obtenha o máximo de informações possíveis dos seus candidatos, solicite referências pessoais e de trabalhos anteriores, além de atestado de antecedentes criminais.

Contrate colaboradores, na área de segurança, com curso de formação e reciclagem. Invista em cursos de especialização e fiscalize a rotina de trabalho de cada um deles.

5. Estabeleça procedimentos emergenciais

Em um condomínio, é muito comum a ocorrência de algumas situações de emergência. O síndico e o zelador devem estar preparados para saber lidar com as mais variadas situações. Treine todos os seus funcionários para que entendam como proceder em casos de emergências, como acidentes nas áreas comuns do prédio, princípios de incêndio, brigas de moradores, tubulações com problemas etc.

Os funcionários também devem ser bem instruídos para lidar com essas situações, e o síndico deve deixar disponível, sempre à mão, os números de telefones de emergência, como:

  • 190 – Polícia;
  • 192 – SAMU (ambulância);
  • 193 – Bombeiros (em casos de vazamentos de gás, princípios de incêndio, pessoas presas no elevador etc.);
  • telefones das empresas de manutenção de elevadores, bombas, portões etc.

Essas são algumas das inúmeras medidas de segurança do condomínio que devem ser adotadas com a finalidade de trazer tranquilidade e bem-estar aos condôminos. Aliados a uma boa administração, os sistemas de segurança têm mostrado cada vez mais resultados. Fique atento às inovações em segurança de condomínios para se manter atualizado e realizar um trabalho de excelência.

Gostou das dicas que separamos para você? Quer citar mais alguma que não tenha sido abordada? Então comente no espaço abaixo e compartilhe a sua opinião sobre o assunto! Vamos lá!