O mercado imobiliário do Rio de Janeiro apresenta uma das maiores taxas de desocupação do país. O número ultrapassa 30% entre propriedades residenciais e comerciais e continua crescendo. A zona sul da capital do Rio é uma das mais atingidas pela desocupação.

O grande número de imóveis vazios exige que os proprietários tomem atitudes para contornar a situação, pois ainda é preciso pagar taxas de manutenção da propriedade, como o condomínio, evitando o endividamento e até a perda do patrimônio.

Por isso, os proprietários de imóveis vazios precisam encontrar formas de manter seu patrimônio – uma delas é por meio da locação de imóveis. Locar é uma das alternativas para quem busca uma solução rápida para esse cenário temporário do mercado imobiliário carioca.

Rio de Janeiro possui desocupação recorde

Com a crise econômica no país, o mercado imobiliário do Rio de Janeiro é um dos mais atingidos pela desocupação de imóveis, principalmente na zona sul carioca. Com isso, muitos proprietários estão com dificuldades para locar e vender seus imóveis na cidade.

No Rio os imóveis comerciais possuem a maior taxa de desocupação dos últimos 7 anos, em torno de 35%. Porém a expectativa é a melhora desse cenário a longo prazo, já que a capital paulista também sofreu com alta taxa de  imóveis vazios, mas já está em recuperação.

Os imóveis residenciais também estão na mesma situação, com taxa superior a 12,5% de desocupação em alguns meses do ano. Segundo especialistas do mercado imobiliário, o objetivo é uma taxa entre 8% a 10%.

Queda nas vendas

Nos últimos anos, a construção de imóveis novos teve um grande crescimento. E com a grande oferta de imóveis para locação e venda, muitos proprietários estão com dificuldades para vender seus imóveis. Desde 2013 a queda nas vendas de imóveis no Rio de Janeiro já passa de 60%. E a desvalorização da propriedade pode chegar até 25% em 12 meses.

Dessa forma, muitos proprietários buscam formas de não perder seu patrimônio e de esperar uma valorização para vender seus imóveis.

Alugar imóveis vazios: a melhor solução

Uma solução temporária para esse cenário é a locação de imóveis, e essa é a escolha de muitos proprietários no Rio de Janeiro, que buscam formas para continuar em dia com as despesas do seu patrimônio.

Um imóvel possui despesas como pagamento de taxas de serviços básicos e impostos (água, luz, gás, condomínio, IPTU, entre outros). Além de alguns proprietários ainda arcarem com pagamento do financiamento da propriedade, assim a forma mais rápida de conseguir arcar com essas despesas é por meio da locação.

Como o mercado imobiliário do Rio de Janeiro pode demorar para aquecer e ser favorável aos proprietários que desejam lucrar com a venda das suas propriedades, a melhor opção é a alugar. Com o valor do aluguel é possível arcar com os gastos do imóvel, além de não perder dinheiro com a venda por um valor menor.

Pontos importantes na locação de imóveis

Atualmente os proprietários de imóveis vazios no Rio de Janeiro podem contar com as vantagens oferecidas pela locação, ainda mais com a ajuda de uma imobiliária, que pode oferecer mais facilidade nesse processo, como:

Valor: o proprietário deve definir o valor para locar seu imóvel. Alguns pontos que devem ser levados em consideração na hora de definir o valor do imóvel são localização, materiais de construção, vizinhança. E isso pode ser feito por meio de uma avaliação, que tem como objetivo avaliar a propriedade e o mercado de locação da região, definindo um valor competitivo e interessante para o locador e locatário.

Garantia locatícia: esse ponto é muito importante, afinal, o locador precisa ter maior segurança nesse tipo de transação imobiliária.

A fiança ainda é uma das garantias mais utilizadas na locação de imóveis, tendo a necessidade de um fiador para assumir as responsabilidades contidas no contrato de locação, caso o locatário não consiga cumpri-las.

O caução também pode ser utilizado como forma de garantia, em que há o depósito em uma caderneta de poupança, os valores exigidos variam de acordo com o valor do aluguel. O depósito é devolvido para o inquilino no final do contrato. Os valores deverão ser corrigidos monetariamente.

Além disso, é possível oferecer garantias como o título de capitalização e o seguro fiança.

Avaliação Financeira: para garantir que o cliente interessado em alugar a propriedade está apto, é necessário fazer a avaliação financeira de seu cadastro, com base na documentação apresentada.

Divulgação: para que o imóvel consiga receber visitas e ter propostas de interessados em locar, é preciso focar na divulgação da propriedade, que pode ser feita por meio da internet, em sites e portais imobiliários.

Nesse tipo de divulgação é importante colocar descrições corretas e que atraiam o interesse, além de fotos adequadas e profissionais que mostrem o potencial do imóvel. Com isso, é possível divulgar e atingir corretamente o público alvo do tipo de transação imobiliária oferecida.

Vistoria: antes de locar, o locador precisa fazer a vistoria completa do imóvel. O laudo da vistoria deve apresentar informações suficientes, como fotos e descrições para comprovar como o imóvel estava na hora da locação. No final do contrato, uma nova vistoria deve ser feita. O locatário deve entregar o imóvel da mesma forma que estava no laudo da vistoria inicial.

Manutenção: o locatário pode solicitar e realizar alguns tipos de manutenção no imóvel. Os valores gastos com os serviços ficarem na responsabilidade do locador e em outros casos, do locatário.

Contrato: esse instrumento jurídico é essencial na hora de locar imóveis vazios. No contrato devem constar todas as informações necessárias para garantir a segurança e formalizar o acordo entre as partes interessadas na transação, locador e locatário. O contrato de locação deve estar de acordo com o estabelecido pela Lei do Inquilinato.

Alguns pontos importantes que também devem ser descritos no contrato:

  • Data de pagamento mensal do valor do aluguel
  • Cobrança de multas por atraso
  • Prazo de desocupação do imóvel
  • Entre outros pontos que o locador ou locatário desejam deixar formalizadas no contrato.

Precisa de ajuda para administrar a locação de seus imóveis no Rio de Janeiro? Então entre em contato com a Carvalho Administradora e saiba como podemos ajudá-lo!