Escolher uma administradora de condomínios não é uma tarefa fácil. A responsabilidade é imensa, já que é papel dela garantir a ordem, auxiliar o síndico nas funções burocráticas e financeiras, gerenciar funcionários, mediar conflitos, prestar consultorias e muito mais. Caso a contratação seja inadequada, o preço a ser pago é muito grande e, por isso, errar nessa escolha não é uma opção.

Diante dessa realidade, listamos abaixo alguns fatores que você precisa levar em conta ao optar por uma administradora de condomínios. Confira quais são eles agora mesmo!

Tradição e reputação

Uma administradora nova no mercado não é, necessariamente, ruim. Entretanto, quando o assunto é o gerenciamento do condomínio, não é indicado correr riscos.

Por isso, pesquisar bastante e optar por uma empresa sólida, renomada e com tradição no mercado é o mais indicado. Isso porque a experiência é um fator determinante para o sucesso, já que a responsabilidade, ao administrar um condomínio, é grande.

Automatização de processos

Além de optar por uma administradora de condomínios com tradução e reputação no mercado, é imprescindível verificar se a empresa tem os processos automatizados. Com a tecnologia, a forma de gerenciar vem mudando e a automatização é necessária para garantir mais agilidade e eficiência. Portanto, escolher uma parceira que contempla as possibilidades tecnológicas é primordial para a satisfação.

Reclamações e ações judiciais

Outro importante fator a ser considerado é o número de reclamações na internet e de ações judiciais. Fazer essa pesquisa prévia é extremamente importante. É necessário optar por uma administradora competente e que tenha tido boas experiências com seus clientes ao longo dos anos.

Sendo assim, verificar sites como o Reclame Aqui e ainda fazer consulta para identificar possíveis ações na Justiça são passos muito importantes para embasar a tomada de decisão pela contratação, ou não, da organização.

Proximidade da consultoria

Outro fator de destaque a ser considerado na busca por uma boa administradora de condomínios é a proximidade da consultoria. Poder contar com os diretores dela de maneira próxima torna o trabalho do síndico mais valorizado perante os moradores, mais eficaz e ainda mais seguro.

A presença dos diretores confere mais autoridade ao síndico e mais tranquilidade aos moradores, que podem perceber, de maneira visível, todo o cuidado e seriedade com os quais as questões condominiais são tratadas pela administração.

Conforme mostramos ao longo do texto, escolher uma administradora de condomínios não é uma tarefa simples. Entretanto, é essencial que essa procura seja desempenhada com seriedade e cautela, para evitar erros e arrependimentos.

Contratar uma empresa inexperiente e sem tradição, que não automatiza os processos, tem reclamações na internet por má prestação de serviços, lida com ações judiciais e, ainda, não garante proximidade na consultoria, torna o trabalho do síndico mais difícil e põe em risco toda a administração do condomínio e de seus moradores.

Agora que você já sabe o que levar em consideração na hora de escolher uma administradora de condomínios, que tal entrar em contato conosco? Somos uma empresa com mais de 27 anos de experiência e vamos ajudar você a organizar seu condomínio de maneira efetiva!