Para garantir a harmonia e a boa convivência em um condomínio, é preciso que todos os moradores estejam alinhados e cientes das regras, determinações, mudanças, imprevistos e qualquer outro tipo de situação comum. Para isso, a comunicação em condomínio precisa ser efetiva.

Entre os (vários) benefícios de manter uma troca de informações segura e certeira, estão uma prestação de contas mais transparente, a participação igualitária de todos os moradores no dia a dia do condomínio e o senso de comunidade.

Entretanto, melhorar a comunicação em condomínio é uma tarefa que pode gerar dúvidas e certa ansiedade no síndico. Para ajudá-lo, listamos aqui 4 dicas simples e muito úteis para que essa missão seja bem-sucedida. Confira agora mesmo!

1. Utilize a tecnologia a favor da comunicação

Acessíveis e práticos, os grupos de WhatsApp ou as redes sociais são ferramentas muito importantes para a comunicação de quase todo tipo de grupo, e não é diferente para os condomínios.

De maneira ágil, é possível transmitir informações claras, de forma direta, a todos os moradores ao mesmo tempo. Dessa forma, todas as pessoas que precisam estar cientes de qualquer eventualidade são acionadas, independentemente de estarem em casa, no trabalho, em uma viagem ou momento de lazer.

2. Mantenha um mural de avisos no elevador

Os avisos no elevador também são muito úteis e necessários. Situados em um local estratégico, são visíveis não apenas aos moradores, mas também a todos que transitam pelo prédio e precisam saber de alguma situação — como uma dedetização nas áreas comuns, a manutenção de algum equipamento ou a interrupção de algum serviço.

Além de poderem ser consultados em caso de dúvida ou esquecimento, os avisos são uma ferramenta democrática para divulgação de informações.

https://carvalhoadm.com.br/blog/media/carvalhoadm/2018/11/sou-síndico-e-agora.png

 

3. Lembre-se da abordagem pessoal

Os avisos pelo celular ou em papel são estratégicos, mas não substituem a abordagem pessoal. O síndico deve ser solícito e zelar por um bom relacionamento com todos os habitantes do prédio. Por isso, ao cruzar com alguém no hall, no elevador ou nas áreas comuns, cumprimente, faça algum comentário relevante e troque informações. Dessa forma, você estreita os laços e cria uma conexão forte.

Se o prédio tiver menos apartamentos e algum evento significativo for acontecer em breve (uma obra maior, por exemplo), a melhor postura é avisar a todos os moradores pessoalmente.

4. Conte com a ajuda de uma administradora de condomínios

Por fim, mas não menos importante, a dica é buscar uma boa administradora de condomínios. Uma parceira de renome e experiência vai auxiliar o síndico não apenas nas questões burocráticas, mas também no aprimoramento da comunicação em condomínio.

A orientação pode ser tanto sobre o tipo de informação que precisa ser repassada quanto a forma como ela deve chegar aos condôminos — e, ainda, qual a ferramenta ideal para isso. Essa consultoria é necessária para resguardar o síndico e dar o suporte necessário a essa função tão importante.

Conforme mostramos, a boa comunicação é primordial. Manter murais de avisos, focar na abordagem pessoal, contar com a expertise de uma administradora competente e usar a tecnologia a seu favor são práticas que todo síndico precisa adotar para manter todo o prédio funcionando em harmonia.

Agora que você já viu algumas dicas importantes para melhorar a comunicação em condomínio, que tal assinar nossa newsletter? Fique por dentro de outros conteúdos que vão ajudar a manter a sua gestão muito mais tranquila!